“Pensar é o trabalho mais difícil que existe. Talvez por isso tão poucos se dediquem a ele.” Henry Ford

“Catraca invisível” ocupa lugar de estátua

Sem que ninguém saiba como – e muito menos o por quê – uma catraca enferrujada foi colocada em cima de um pedestal no largo do Arouche (centro de São Paulo). É o “monumento à catraca invisível”, informa uma placa preta com moldura e letras douradas, colocada abaixo do objeto,onde ainda se lê: “Programa para a descatracalização da vida, Julho de 2004“. (Foto ao lado)

(Adaptado de Folha de S. Paulo).

Depois que li essse trecho do jonal Folha de S. Paulo, fiz o texto à seguir.

Personalidade Massificada!

Parei para observar percebi que todas as pessoas usam máscaras, usam máscaras para esconder as dores, usam mascaras parar fingir que está tudo bem, usam máscaras que o sistemas impõem, para serem um aglomerado de ninguém, onde todo mundo é igual e o diferente é feio, ridículo, menosprezado. E no fim do dia quando cada um tira a sua máscara, todas as outras máscaras deixaram marcas em você, e você já não é mais quem realmente gostaria de ser, você já não faz mais as coisas que realmente gostaria de fazer, você já não age como acha certo, você é apenas mais um do sistema! E tudo que você faz é por que o sistema criou um mercado competitivo, onde cursos e mais cursos ainda são poucos para o mercado de trabalho, o país está cada vez mais uniformizado!

Uma vez um professor de filosofia da escola disse lá na minha sala: “ Tente você, entrar todo rasgado, mulambento, em um clube, primeiro se te deixarem entrar, beleza, ai você vai, ou tenta ir, para onde acontece a festa, no meio da pista de dança! E quando você menos esperar, e sempre você perceber você estará à margem  da pista, por que as pessoas que estão no centro não aceitam “o diferente”, então você é excluído pelas próprias pessoas a sua volta.”
No começo eu achei um pouco exagerado, mas depois percebi que é a verdade, não existe ninguém do poder, realmente, que vem e diminui a sua idéia, pensamento, roupa diferente… São as pessoas a nossa volta que estão tão padronizadas que qualquer coisa fora desde padrão é excluído. E por onde esse sistema coloca essa idéia de padrão? PELOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO, principalmente a TV! Ligue a sua TV, em um programa qualquer, procure uma mulher, repare nela… Geralmente loira, de cabelo liso, não muito gorda, nem magra demais, mas com uma barriga invejável por muitas mulheres, é basicamente este o padrão! Nós nos tornamos “marionetes” do sistema, somos vigiados e vigiamos a todo instante!

É imposto para nós seres humanos, uma espécie de catraca invisível, por onde temos que passar todos os dias, e só quem está igual a massa passa por esta. Pense em uma catraca no colégio, então tem o mesmo efeito, só se você estiver uniformizado devidamente e com o crachá você iria entrar na instituição de ensino. Esse é a finalidade, só passa quem está conforme ao sistema, não, você não é mais você, você é alguém que o sistema quer, você é apenas mais um!

Mas será que viemos ao mundo só para sermos mais um? No meu ponto de vista, viemos fazer parte da história e não para sermos um conjunto onde todo mundo pensa igual e pronto. Temos que ser diferentes, temos que pensar e agir diferente, por que essa catraca na sociedade tem trazido cada vez mais problemas e são problemas que no começo não são vistos como um “grande” problema, stress é um exemplo, mas ninguém pensa que com o stress vem a depressão, e como a depressão, mesmo que você não tenha tendência genética nenhuma, pode surgir um tumor que provavelmente dará origem a um câncer, e você viverá tentando encontrar uma cura ou alguma coisa que pare o seu processo de morte mais rápida; agora eu te pergunto, é assim realmente que você quer viver? Temos que parar com essa cultura de massa, com essa uniformização de pensamento, temos que fazer uma descatracalização!

Pense diferente, mude, não use máscaras, seja você mas seja você do jeito que você deseja, quantas vezes ouvimos alguém dizer que “fulano é louco, largou o emprego, de anos, que ganhava muito bem e foi morar em um “sitiozinho” em uma cidade qualquer”, é sim, esse o conceito de loucura, a pessoa simplesmente agiu conforme achou certo, talvez essa pessoa nunca fez o que ela quis, talvez esse emprego nunca foi o que esta pessoa sonhou, e resumidamente agiu como o sistema, e nesse dia que quis fugir do sistema foi chamado de louco. Não, ele não é louco, e agora que desistiu de seguir o sistema, “ o que é certo”, talvez agora, só agora, ele realmente fez o que ele quis, o que traria felicidade para ele.

Devemos romper barreiras para conquistar o que achamos certo conforme nossos pensamentos, somos diferentes e temos que mostrar isso, e assim aceitar que cada um tem um gene e não pensar que a forma como alguma pessoa age com você é uma máscara. Somos únicos e temos direito de assumir isso sem sermos discriminados.

Mude, seja VOCÊ!


Francine Duque!

Anúncios

Comentários em: "Sociedade Massificada! (Francine Duque)" (2)

  1. Excelente!
    Muito bom este post, realmente faz pensar e mostra que TEMOS que pensar, pois as consequências podem ser terríveis.
    Gostei muito, principalmente da descatracalização.
    Está na hora de pensar, de crescer, de abandonar a catraca…

  2. Excelente!
    Muito bom este post, realmente faz pensar e mostra que TEMOS que pensar, pois as consequências podem ser terríveis.
    Gostei muito, principalmente da descatracalização.
    Está na hora de pensar, de crescer, de abandonar a catraca…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: